PUBLICADO EM 01/Jul/17


POR QUE O MÊS DO DÍZIMO?

“Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, nem
por constrangimento; porque Deus ama ao que dá com alegria” (2 Cor 9,7)

 

Estamos em Julho, que é dedicado ao Dízimo, em nossa Diocese, e qual o motivo que temos para dedicar um mês para esta Pastoral?

 

Em primeiro lugar é importante salientar de que o Dízimo não deve ser visto pelo lado financeiro, no sentido de acúmulo de dinheiro, uma vez que a Igreja não é uma empresa, mas como um olhar pastoral. É isso mesmo o Dízimo é uma Pastoral, a qual deve despertar a sensibilidade para toda a ação evangelizadora da Igreja e os meios que ela precisa para cumprir sua missão.

 

Visto o que foi dito, este mês é um momento importante para nos ajudar a tomar consciência da nossa responsabilidade como cristão católico. Para isso não devemos esquecer que a Igreja é todo o corpo dos batizados, não apenas aqueles que a dirigem. Quando eu tomo consciência de que eu sou membro ativo da Igreja, e lá onde estou ela está presente, começo a perceber a minha responsabilidade em tudo que envolve a vida da Igreja.

 

A Igreja necessita de recursos, não apenas para a manutenção das estruturas, pagar as contas de água, luz, telefone, para remunerar as pessoas que trabalham, a manutenção dos ministros ordenados, para ter os objetos litúrgicos, para a formação das lideranças, para ajudar nos trabalhos sociais, a creche e ajudar a missão além de nossas fronteiras. A Igreja não recebe ajuda financeira de nenhum órgão público ou privado, mas seus recursos provêm principalmente das ofertas e da devolução do Dízimo por parte de nossos fiéis.

 

Quanto cada um poderia devolver no Dízimo? Na segunda carta de São Paulo aos Coríntios, no versículo sete encontramos: “Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, nem por constrangimento; porque Deus ama ao que dá com alegria”. Ou seja, é uma contribuição de acordo com o coração de cada um, se tivermos um coração egoísta e mesquinho, assim será nossa contribuição. Duas perguntas: Será que você não poderia contribuir um pouco mais? Há quanto tempo você mantem o valor que contribui? Se amamos a nossa Igreja não deixaremos que ela passe necessidade. Pense nisso!

 

Este mês é para agradecermos a Deus por tantas maravilhas que ele tem feito em nossas comunidades através da contribuição de tantos irmãos e irmãs que são fiéis com o seu Dízimo.

 

Pe. Geomax de Jesus (Pe. Max)

Coordenador de Pastoral

VÍDEO EM DESTAQUE
ALGUNS LINKS DIOCESANOS
 
   
nossos contatos  

 
(21) 2767-7943
 
caminhandojornal@gmail.com
 
/diocesedenovaiguacu
 
 
endereço

Mitra Diocesana
Endereço: Rua D. Adriano Hipólito, 8
Bairro: Moquetá - Nova Iguaçu - RJ